Pediátrica

finaldeano

 

É muito comum crianças de até 12 anos manifestarem problemas na coluna e dor nas costas. Isso se deve à postura inadequada em tarefas do dia a dia, como sentar, andar, usar computador e smartphone, e carregar mochila pesada.

Maus hábitos posturais podem causar problemas de coluna, independentemente da idade. Como não podia ser diferente, esse problema também é bastante comum nos primeiros 12 anos de vida de uma pessoa. Afinal, nesse período o agravamento se dá em virtude do desenvolvimento dos ossos, ligamentos e músculos.

Qualquer vício postural inadequado pode causar problemas vertebrais. Felizmente o tratamento junto a um médico ortopedista e a um fisioterapeuta é mais simplificado, se comparado a um adulto ou idoso.

O grande vilão da postura infantil são os hábitos diários, que são constantes, principalmente nas grandes cidades. Uma mochila pesada sobrecarregando as costas, por exemplo, pode desencadear uma série de problemas nas vértebras que, consequentemente, poderá evoluir para uma dor nas costas.

Porém, a sobrecarga nas costas não é o único problema. Dormir, sentar, andar e até praticar exercícios em demasia pode ser prejudicial para a postura dos jovens pacientes. Por isso, os responsáveis pelas crianças deverão se atentar à forma na qual elas se posicionam no dia a dia. Dessa maneira será possível evitar problemas e comprometimentos na coluna vertebral.

O ambiente escolar também é um local no qual o cuidado com a postura infantil deve ser levado em consideração pelo corpo docente. A forma inadequada de se sentar na carteira pode levar a sérios problemas de ordem postural. O mesmo é válido para o peso levado nas costas de cada criança, bem como o excesso de livros e cadernos que as mesmas carregam.

Esse tipo de sobrecarga, aliada a má postura, pode acarretar em sérias alterações no complexo musculoesquelético. Isso ocorre devido à distensão e a tensão dos músculos em situações de sobrecarga da região lombar e cervical. Uma tarde em frente à televisão também é uma situação que pode desencadear um forte quadro de dor nas costas das crianças.

Por isso todo cuidado é pouco na hora de corrigir manias posturais inadequadas. Na escola, o porte da criança sentada na carteira tem relação direta com condições visuais, auditivas e psicológicas. O estudante que postar o tronco muito à frente, a fim de compensar as limitações visuais e auditivas, pode desenvolver uma escoliose, que é nada mais do que um desvio na coluna.

Já o fator psicológico, atrelado à timidez, também é preponderante para disfunções na coluna. Isso pode ser explicado por meio da postura de fechamento que, se mantida regularmente, pode acabar por desenvolver uma hipercifose.

O correto é se posicionar na cadeira de forma ereta e com as costas próximas ao encosto. Os pés devem permanecer sobre o chão.

A mesma atenção quanto à postura, também deve ser adotada dentro de casa. Sobretudo na hora de estudar na frente do computador. A má postura em frente à máquina é comum até em adultos. Por isso é preciso se atentar à forma correta na hora de sentar. As costas devem estar sempre apoiadas à cadeira de forma reta. Os materiais escolares devem estar dispostos próximos da criança, contribuindo para o fácil acesso. Recomenda-se que o monitor do computador esteja em uma altura paralela aos olhos do estudante.

A mochila pesada sobre as costas, como salientado acima, é um dos principais desencadeadores de problemas vertebrais que levam muitas crianças ao pediatra ou médico ortopedista. Afinal, a postura infantil em desenvolvimento pode ser acometida pelo excesso de peso. O transporte manual de alguns livros e cadernos contribui para o alívio da sobrecarga. Por isso mesmo deve ser incentivados por professores e pais. As mochilas também devem se adequar à altura da criança.

Esse desconforto está relacionado com a idade do paciente. Crianças de até 5 anos dificilmente sofrem com dor nas costas. Isso ocorre devido as articulações e a musculatura ainda serem bem móveis.

Durante uma crise de dor nas costas, o médico ortopedista deve ser procurado de imediato. Só ele será capaz de identificar possíveis problemas posturais como cifose e lordose, muito comuns até os 12 anos de idade. Após a constatação do problema, o paciente poderá iniciar o tratamento, a fim de tratar a alteração na coluna vertebral.

Em caso de dor nas costas, o médico ortopedista especializado irá indicar compressas quentes sobre o local dolorido, relaxantes musculares e analgésicos, caso necessário. O profissional também irá prescrever uma série de exercícios de alongamento e fortalecimento muscular que, por sua vez, deverão ser acompanhados por um profissional de fisioterapia.

Outros tipos de tratamentos incluem: coletes de correção postural, RPG e orientações ergonômicas e esportivas. O acompanhamento também é importante para observar a melhora postural e dos desvios, que pode ser feita por radiografias e pelo exame físico do paciente.

Agende sua consulta online

Marque agora sua consulta através do nosso agendamento online.

Agende agora

Serviços ao paciente

Veja aqui a relação de serviços próximos a nossos endereços:

Unidade Perdizes

Rua Cardoso de Almeida, 634 Cj 32
Perdizes - São Paulo, SP
CEP: 05013-000

Telefone: (11) 3672-3114
WhatsApp: (11) 98834-1309

Unidade Berrini

Rua Hilário Furlan, 107
Brooklin - São Paulo, SP
CEP: 04571-180

Telefone: (11) 2117-0100
WhatsApp: (11) 94143-0032