Ombro

A Bursite se trata da inflamação da Bursa – uma pequena bolsa cheia de líquido que funciona como um amortecedor na articulação e é responsável por minimizar os atritos entre nossos músculos, tendões e ossos em todas as articulações que fazem parte do nosso corpo. Essa inflamação pode ocorrer também em diversos outros locais do corpo, além dos ombros, apesar desta ser uma das regiões em que mais aparece.

A Bursite no ombro, também chamada de Bursite subacromial ou Bursite subdeltoidea, geralmente é percebida por meio da dor no ombro e costuma ser uma das causas mais frequentes. Mas, é importante lembrar que o sintoma não necessariamente está ligado à doença – podendo indicar também uma fratura, lesão ou outra patologia, como a Capsulite Adesiva ou o famoso ombro congelado, por exemplo. Por isso, é sempre recomendável procurar por um médico ortopedista especialista ao sentir qualquer desconforto na região.

É comum ainda que a Bursite no ombro faça parte de um quadro de inflamação maior que acontece nessa articulação, chamado de Síndrome do Impacto do Ombro – que é quando outras partes além da Bursa, como os músculos ou tendões, também inflamam. A Síndrome do Impacto do Ombro pode da mesma forma estar ligada à outras doenças como a Bursite, como é o caso da Lesão do Manguito Rotador.

Quais as causas?

A Bursite no ombro ou até a simples dor no ombro geralmente são provocadas por movimentos excessivos e repetitivos, traumas e/ou estresse também excessivo. A inflamação pode também estar ligada a má postura ou a doenças inflamatórias sistêmicas, como artrite, lúpus, esclerodermia e polimialgia reumática.

Quem faz parte do grupo de risco?

Por conta dos movimentos que podem ser repetitivos, frequentes e excessivos, fazem parte do grupo de risco atletas e pessoas que pratiquem exercícios físicos ou esportes que envolvam muito movimento dos braços e ombros, como tênis, vôlei, ginástica e natação, entre outros. Além disso, profissionais que também dependem bastante do movimento dos braços no trabalho, como pintores, carpinteiros ou empregados da área da limpeza, devem ficar atentos e tomar bastante cuidado.

É recomendável que tanto os atletas quanto os profissionais citados acima busquem fortalecer a musculatura da região com exercícios orientados e acompanhados durante sessões de fisioterapia de ombro, ainda que não haja histórico da doença, a fim de prevenir uma inflamação. No caso de quem já possui um histórico a recomendação se torna ainda mais importante.

Quais os sintomas?

Os principais sintomas da Bursite são dor no ombro, que pode ser bastante intensa e costuma ser sentida principalmente na parte superior do braço embora possa se irradiar até a região do cotovelo; e limitação dos movimentos, que costuma acontecer justamente por causa da dor. É comum que os pacientes sintam mais dor ao tentar movimentar o braço acima da cabeça e que a dificuldade vá aumentando gradativamente, até que se inicie um tratamento adequado para a inflamação.

Diagnóstico

Por possuir sintomas em comum com diversas outras condições e doenças que podem aparecer na região, o diagnóstico costuma necessitar de exames mais específicos, como a ressonância magnética do ombro ou radiografias – que não são tão eficazes quanto a ressonância, mas podem ajudar no resultado descartando outras possíveis causas da dor no ombro.

É importante que o paciente busque por um médico ortopedista logo no primeiro momento da dor, evitando que a inflamação se agrave e que possa acabar irradiando para outras partes do ombro. Vale ainda adicionar que o paciente deve evitar forçar o braço e tentar movimentos que também podem acabar piorando a situação.

Como tratar Bursite no ombro?

O tratamento da Bursite geralmente acontece por meio de anti-inflamatórios e analgésicos, que serão responsáveis por controlar a dor. Além do medicamento, é necessário certo período de repouso e crioterapia (gelo), que será definido pelo médico de acordo com o grau de seriedade, histórico e caso específico de cada paciente.

Depois de ter a dor controlada, o paciente deve buscar pela fisioterapia de ombro a fim de recuperar a região totalmente e evitar reincidências. No caso de atletas ou pessoas que praticam atividade física, a fisioterapia de ombro vai ainda auxiliar no retorno aos exercícios e prática esportiva, fortalecer e preparar a articulação, tornando toda a experiência muito mais segura.

Agende sua consulta online

Marque agora sua consulta através do nosso agendamento online.

Agende agora

Serviços ao paciente

Veja aqui a relação de serviços próximos a nossos endereços:

Unidade Perdizes

Rua Cardoso de Almeida, 634 Cj 32
Perdizes - São Paulo, SP
CEP: 05013-000

Telefone: (11) 3672-3114

WhatsApp: (11) 98834-1309

Unidade Berrini

Rua Hilário Furlan, 107
Brooklin - São Paulo, SP
CEP: 04571-180

Telefone: (11) 2117-0100

WhatsApp: (11) 94143-0032

Redes sociais