Joelho

A tendinite patelar é o processo de inflamação do tendão que, no caso do joelho, está localizado na patela. A patologia é capaz de causar dor, inchaço e dificuldade de movimentação. Porém, pode ser tratada de maneira simples com medicamentos e sessões de fisioterapia, desde que iniciada precocemente.

Os joelhos são estruturas muito utilizadas, seja por atletas profissionais, atletas de final de semana, ou até mesmo para atividades corriqueiras do dia a dia como se locomover.

Responsáveis pela movimentação, e por suportar impactos e pancadas, os joelhos possuem áreas sensíveis e que, se não forem bem cuidadas, podem gerar problemas em um longo prazo. Um desses problemas fica por conta da tendinite no joelho ou, como também é conhecida, tendinite patelar, uma das principais causas de dor no joelho.

O que é?

Os tendões do corpo humano são estruturas caracterizadas pela presença de fibras e sua principal função é ligar os músculos aos ossos. A tendinite, portanto, é o processo de inflamação de um desses tendões. No caso específico que estamos vendo, a tendinite acontece na patela (osso arredondado da região da frente do joelho), caracterizando a tendinite patelar.

Esse problema acaba resultando em alterações como dor no joelho, inchaço no joelho e, em alguns casos, até a dificuldade do paciente em se movimentar.

Causas

A comunidade médica acredita que a tendinite no joelho surja devido ao esforço repetitivo e cargas elevadas, sendo que essa enfermidade costuma atingir, prioritariamente, atletas. É possível que a tendinite patelar também atinja idosos devido ao desgaste natural das articulações.

Quando uma pessoa passa a executar algum movimento errado ou de maneira excessiva, os tendões tendem a absorver mais carga e impactos do que suportam, resultando em um desgaste progressivo de sua estrutura que culmina em uma inflamação dolorosa.

Sintomas e sinais da tendinite

Os principais sintomas da tendinite no joelho envolvem:

- Dor no joelho;

- Inchaço no joelho;

- Dificuldade de movimentação (ex.: ajoelhar, andar, sentar e levantar).

Diagnóstico

O responsável pelo diagnóstico da tendinite patelar é o médico ortopedista. Ele solicitará, em uma consulta, toda a lista de atividades que o paciente executa, sejam elas: esporte, caminhada, atividades de alto impacto etc. De posse disso, ele pode pedir alguns exames de imagem (como a radiografia, ressonância magnética e a ultrassonografia), para ter a certeza de que o problema é, de fato, uma tendinite e não outra enfermidade na região inferior do corpo.

Tratamento

O tratamento para esse tipo de lesão é relativamente simples. De maneira geral, os procedimentos são adotados para diminuir a dor e fazer com que o paciente possa voltar às atividades diárias. O médico pode receitar anti-inflamatórios, compressas de gelo e fisioterapia.

Existem outras possibilidades, como o laser e tratamentos envolvendo ultrassom. A ideia é que esses processos possam trabalhar para combater a inflamação e os seus sintomas, ou seja, eliminar a dor e a dificuldade do paciente em realizar atividades diárias.

No caso de atletas, o médico pode pedir a diminuição da carga de exercícios ou, até mesmo, o repouso absoluto para que haja uma recuperação natural do corpo. É possível que ele alie o repouso do esporte com a fisioterapia ou fortalecimento muscular.

O fortalecimento, embora mais demorado, pode concluir definitivamente o processo de recuperação, afinal, ele fará com que o tendão pare de sofrer um impacto que não é dele, gerando menos desgaste e mais conforto para a prática esportiva.

O processo de recuperação precisa ser acompanhado por um profissional da área, para fazer com que os músculos se fortaleçam por igual, evitando um novo problema do mesmo tipo.

Outras Informações

A tendinite é um problema sério e bastante doloroso. Em casos como esse, o paciente pode querer tomar remédios para a dor cessar mais rapidamente. Entretanto, como muitos médicos afirmam, não é recomendável que se faça isso. O uso de medicamentos por contra própria trará benefícios em curto prazo, como a não sensação de dor, mas podem ser prejudiciais em longo prazo.

Postergar um tratamento nunca é boa ideia, tendo em vista que o tendão vai se desgastar ainda mais e as dores poderão ficar mais intensas. Em caso de dúvidas ou de dores, o recomendado é sempre procurar um profissional especialista no assunto. A tendinite crônica passa a ser de mais difícil tratamento e pode chegar no longo prazo a uma ruptura.

Agende sua consulta online

Marque agora sua consulta através do nosso agendamento online.

Agende agora

Serviços ao paciente

Veja aqui a relação de serviços próximos a nossos endereços:

Unidade Perdizes

Rua Cardoso de Almeida, 634 Cj 32
Perdizes - São Paulo, SP
CEP: 05013-000

Telefone: (11) 3672-3114

WhatsApp: (11) 98834-1309

Unidade Berrini

Rua Hilário Furlan, 107
Brooklin - São Paulo, SP
CEP: 04571-180

Telefone: (11) 2117-0100

WhatsApp: (11) 94143-0032

Redes sociais