Ortopedia Geral

Você já deve ter escutado alguém dizer que vai para a praia tomar um sol e “pegar” um pouco de Vitamina D. Apesar dessa frase ser dita com mais frequência no verão, a Vitamina D é importante para o corpo do ser humano o ano todo – e durante toda a vida. O organismo usa a substância para diversas funções e a deficiência de Vitamina D pode resultar em uma série de doenças.

O que é?

A Vitamina D recebeu esse nome quando foi descoberta, no começo do século XX, logo depois das vitaminas A, B e C. Na época, acreditava-se que, assim como outras vitaminas, ela era adquirida apenas pela ingestão de alimentos. Com o tempo, os estudos mostraram que, na verdade, a Vitamina D é um hormônio, justamente por possuir as mesmas estruturas dos hormônios esteroides.

Essa descoberta aconteceu por volta de 1970 e como o nome já era conhecido, ele foi mantido. Depois da “reviravolta” na história da Vitamina D, os estudos começaram a mostrar cada vez mais informações sobre ela: como é sintetizada, onde é obtida e qual a sua importância para o corpo humano no geral.

De onde vem a Vitamina D?

Sol. Essa é a principal palavra quando se fala em Vitamina D. Você vai descobrir mais para frente que é possível adquiri-la de outras maneiras, mas o sol é a fonte mais potente e assertiva para “pegar” a vitamina – cerca de 80% do total. Quando uma pessoa toma sol, ela recebe a radiação ultravioleta (raios UVB) que é responsável por iniciar a metabolização da substância no corpo.

Mas é importante lembrar que a exposição precisa ser feita sem o uso de protetor solar para que a radiação entre realmente em contato com a pele. Pode parecer um pouco contraditório, já que diversos médicos indicam o uso contínuo do bloqueador para evitar doenças como o câncer de pele, não é mesmo? Acontece que a quantidade de tempo exposto ao sol para sintetizar a Vitamina D varia entre 10 e 20 minutos por dia, ou seja, um tempo curto. Além disso, não é necessário tomar sol no corpo todo (evite o rosto). Qualquer parte pode absorver os raios sem problemas (prefira o tronco).

A Vitamina D também pode ser encontrada em alimentos, como peixes gordurosos (salmão, sardinha, atum), ovos, cogumelos e alguns derivados de leite. Essa fonte é suficiente para suprir até 20% da necessidade do corpo da vitamina.

A última forma de adquirir a Vitamina D é por meio de suplementação, ou seja, consumir a Vitamina D oralmente. É importante ressaltar que essa vitamina é vital para o ser humano, mas, em quantidades excessivas, pode causar malefícios. Nunca faça suplementação por conta própria. Procure sempre um médico, mantenha seus exames em dia e, caso necessário, discuta com ele as melhores formas de aumentar os níveis de Vitamina D no seu organismo.

Por que a Vitamina D é tão importante?

A resposta mais fácil seria: porque ela ajuda quase tudo no corpo a funcionar – e funcionar bem! Sem exageros, a Vitamina D é mesmo importantíssima.

Ela atua no metabolismo correto do cálcio e ajuda a prevenir doenças ósseas, como, por exemplo, a Osteoporose e o Raquitismo Infantil. Além disso, a Vitamina D tem papel importante no funcionamento do sistema cardiovascular, ajudando a evitar ataques cardíacos e outras patologias associadas, como a hipertensão.

E não para por aí: doenças autoimunes também são ligadas a hipovitaminose D (deficiência da Vitamina D). Artrite, lúpus, asma, vitiligo, esclerose múltipla, psoríase e diabetes estão entre as patologias que podem ser prevenidas e tratadas com a ajuda da absorção correta de Vitamina D. No caso da esclerose múltipla, por exemplo, já existem estudos que confirmam que os sintomas podem ser estagnados com ajuda do aumento da vitamina e, em alguns casos, até acontecer uma remissão da doença.

Pacientes com depressão apresentam com frequência níveis baixos de Vitamina D no sangue. A deficiência pode ou não estar ligada a causa direta do transtorno psicológico e a suplementação pode ser uma aliada no tratamento.

A Vitamina D vem sendo usada em diversos tratamentos inovadores na medicina, como em casos de Parkinson, onde os pacientes apresentam melhora na cognição.

Sinais

Depois de saber que a Vitamina D é tão importante para o funcionamento do corpo, é mais do que necessário manter vigilância para saber se os níveis da substância estão adequados.

Alguns sinais podem surgir quando há deficiência da vitamina no corpo: sonolência excessiva, tristeza, dor muscular e nas articulações, além do surgimento das patologias citadas acima.

Agende sua consulta online

Marque agora sua consulta através do nosso agendamento online.

Agende agora

Serviços ao paciente

Veja aqui a relação de serviços próximos a nossos endereços:

Unidade Perdizes

Rua Cardoso de Almeida, 634 Cj 32
Perdizes - São Paulo, SP
CEP: 05013-000

Telefone: (11) 3672-3114
WhatsApp: (11) 98834-1309

Unidade Berrini

Rua Hilário Furlan, 107
Brooklin - São Paulo, SP
CEP: 04571-180

Telefone: (11) 2117-0100
WhatsApp: (11) 94143-0032