Coluna

O que é?

Apesar do nome bastante complicado, a Cervicobraquialgia é uma condição bem comum entre a população mundial. Para entender o que é e como ela se manifesta, é preciso começar conhecendo a coluna vertebral e a coluna cervical.

O corpo humano possui uma coluna vertebral que é divida em cinco regiões. A primeira delas é a área cervical, chamada de coluna cervical, localizada no pescoço (nuca). Ela é composta por sete vértebras (ossos), as vértebras cervicais C1, C2, C3, C4, C5, C6 e C7. Além das vértebras, também estão presente na região outras estruturas, como nervos, discos e ligamentos.

É comum encontrar pessoas que sentem dor no pescoço por diferentes motivos, desconforto conhecido popularmente como torcicolo. Quando essa dor se intensifica e aparece em quadros mais frequentes, ela é chamada de Cervicalgia – cuja causa mais comum é a inflamação muscular.

Já a Cervicobraquialgia é uma condição que causa dor no pescoço, assim como a Cervicalgia, mas que se irradia também para os braços e mãos.

Quais as causas?

Nos casos de Cervicobraquialgia não são apenas os músculos que são afetados. Em geral, alguma outra estrutura foi lesionada, desencadeando a condição.

Ela pode acontecer, por exemplo, por conta da compressão de um nervo na região da coluna cervical ou uma inflamação entre as vértebras, que podem ser resultantes de um trauma ou de sobrecargas e esforço repetitivo.

A Hérnia de Disco Cervical, que é basicamente a saída de um disco do seu lugar, também é conhecida como uma das causas da Cervicobraquialgia, justamente por poder acabar comprimindo uma das raízes nervosas da coluna cervical.

Doenças como Artrose e Reumatismo podem ser desencadeadoras da Cervicobraquialgia, bem como outras infecções ou até tumores.

Sintomas

Os principais sintomas da Cervicobraquialgia são a dor no pescoço, a dor no braço e também na mão. Em geral, é um desconforto ininterrupto e, em alguns casos, incapacitante. O paciente também pode sentir a perda de força e certa limitação dos movimentos dos membros afetados.

Além disso, é possível sentir formigamento (parestesias) e dificuldade para realizar alguns movimentos com a mesma agilidade que possuía anteriormente.

O mais comum é a dor que irradia só para um lado do corpo (braço e mão do lado direito, por exemplo), mas existem casos em que o paciente sente os sintomas em ambos os membros.

Diagnóstico

É comum que, ao perceber os primeiros sintomas da Cervicobraquialgia, o paciente pense que está enfrentando um torcicolo ‘comum’. Para antecipar o diagnóstico e evitar o avanço da condição, é importante procurar um médico especialista logo ao notar qualquer incomodo. Assim, mesmo sendo um episódio único de torcicolo, uma Cervicalgia ou a Cervicobraquialgia, o especialista poderá indicar o melhor tratamento. Na primeira avaliação, é importante ainda descartar outras doenças mais perigosas que podem ter sintomas similares, como o IAM (infarto agudo do miocárdio) e o AVC (acidente vascular cerebral).

Para diagnosticar uma Cervicobraquialgia é preciso avaliar os sintomas por meio de exame clínico, conhecer o histórico do paciente (há quanto tempo os sintomas estão se manifestando, como eles ocorrem, histórico de doenças, etc) e realizar exames de imagem na região, como radiografias ou ressonância magnética.

A partir desse ponto, o médico pode avaliar a Cervicobraquialgia e identificar sua causa para dar início ao tratamento mais adequado.

Tratamento

O tratamento da Cervicobraquialgia pode variar de caso para caso dependendo dos sintomas e da causa. Se o ponto de partida da condição for uma Hérnia de Disco, por exemplo, é preciso tratar não só os sintomas da Cervicobraquialgia, mas também a doença causadora da mesma.

Em geral, o especialista indica uso de medicação adequada para aliviar os sintomas, principalmente a dor. Anti-inflamatórios e relaxantes musculares costumam ser bastante usados no tratamento da condição.

É importante também que, durante o tratamento, o paciente repouse e evite sobrecarregar a região afetada. A coluna cervical trabalha o tempo todo, até para realizar os mínimos movimentos da cabeça, e não tencioná-la e melhorar a postura são essenciais para obter um bom resultado.

Outra parte essencial do tratamento é a fisioterapia que ajuda na recuperação da força e dos movimentos.

Exercícios acompanhados por profissionais, como RPG e pilates, também são utilizados para prevenção de novos episódios da Cervicobraquialgia.

Agende sua consulta online

Marque agora sua consulta através do nosso agendamento online.

Agende agora

Serviços ao paciente

Veja aqui a relação de serviços próximos a nossos endereços:

Unidade Perdizes

Rua Cardoso de Almeida, 634 Cj 32
Perdizes - São Paulo, SP
CEP: 05013-000

Telefone: (11) 3672-3114
WhatsApp: (11) 98834-1309

Unidade Berrini

Rua Hilário Furlan, 107
Brooklin - São Paulo, SP
CEP: 04571-180

Telefone: (11) 2117-0100
WhatsApp: (11) 94143-0032